Estudos provam que dormir bem realmente faz bem para a pele

Mulheres têm 75% mais chances de terem qualidade de sono ruim.

Como já se sabe, o sono é essencial para a saúde, gerando benefícios desde a perda de peso até o tratamento do câncer. Mas, recentemente, estudiosos confirmaram o que os ditados populares já diziam: que o sono ajuda a retardar os efeitos da idade na pele.

Segundo o Daily Mail, o estudo da University Hospital Case Medical Centre de Ohio, nos Estados Unidos, investigou o processo celular natural de purificação da pele e descobriu que, como todas as outras partes do corpo, as células da pele também se recuperam durante o sono e trabalham enquanto estamos acordados. Este estudo é o primeiro a provar que este processo de purificação tem picos de trabalho durante a noite, por isso a grande importância do repouso para a pele.

 

Cientistas disseram que pessoas que têm uma qualidade ruim de sono perdem 30% mais água depois de 72 horas em que a pele foi exposta aos efeitos de raios ultra-violetas do que aquelas que dormem bem.

Além disso, as mulheres que dormem mal têm duas vezes mais chances de terem sinais da idade, como linhas de expressão e rugas, devido à redução da elasticidade da pele, à falta de pigmentação e à recuperação mais lenta dos efeitos do sol.

Além do sono, envelhecer, ter estresse e exposição aos fatores ambientais também acumulam detritos nas células da pele, o que dificulta este processo de purificação.

O Daily Mail ainda listou algumas informações sobre o sono. Confira:

– A quantidade de horas de sono deve ser suficiente para a pessoa acordar descansada. O número ideal costuma ser entre 7 e 8 horas, mas fatores genéticos fazer esta quantidade variar, ficando entre 4 e 10 horas. Além disso, mulheres tem 75% mais chances de terem problemas de sono do que os homens.

– Especialistas dizem que não é possível fazer um treinamento para precisar de menos horas de sono e alertam que quem levanta ainda cansado é porque não tem uma boa qualidade de descanso.

– Médicos afirmam que ter um boa qualidade de sono ajuda a proteger o sistema imunológico e prevenir contra gripes e resfriados, além de ajudar a ter uma alimentação mais saudável e perder peso porque regula os hormônios que controlam o apetite. O sono também determina o humor, podendo ajudar a evitar ansiedade, estresse e depressão.

Travesseiro pode atrapalhar noite de sono; saiba como e evite:

Se você não tem dormido tão bem quanto gostaria, é provável que culpe fatores como o estresse pelo sono de má qualidade. Pois saiba que o seu travesseiro também pode ter certa culpa, segundo o site Fit Sugar. Abaixo, veja cinco problemas que eles podem estar trazendo para a sua noite:

1. Seu travesseiro tem mais de uma década: travesseiros velhos são sinônimos de mais mofo e ácaros, que tiveram bastante tempo para se multiplicar. Se você é alérgico, coriza, coceiras nos olhos, espirros e tosses irão mantê-los acordado. Lavar o travesseiro é recomendado, no entanto, a peça deve ser substituída a cada ano.

2. Seu travesseiro é muito alto: se você dorme de barriga para baixo ou de lado e seu travesseiro é alto, seu pescoço irá ficar dobrado para cima. Isso pode causar dores nos ombros, costas, pescoço e até cabeça. Apoiar a cabeça em muitos travesseiros também irá causar estes problemas. Por isso, escolha um modelo que permita que sua cabeça fique alinhada com a coluna.

3. Seu travesseiro pode ajudar você a roncar menos: dormir com a barriga para cima faz com que o palato entre em atrito com a parede da sua garganta, o que causa o barulho do ronco. Se este é o seu problema, aposte em um travesseiro macio ou de corpo grande, para incentivar que você durma de lado.

4. Travesseiro de plumas pode não ser a melhor opção: os travesseiros de plumas são mais luxuosos, mas se, assim que deita, você sente que seu nariz começa a escorrer ou congestionar, então, talvez você seja alérgico ao material. A solução para isso é simples: deixar as plumas de lado e observar se os sintomas da alergia desaparecem.

5. Travesseiro de espuma também tem desvantagens: a espuma é ótima para pessoas com alergias, mas podem intensificar o calor do corpo, fazendo com que você se sinta suado e desconfortável. Para driblar o problema, procure modelos com gel de refrigeração na parte superior, para evitar o  superaquecimento.

Foto: Getty Images
Fonte: Terra

Deixe uma resposta

inMarket