Ex-BBs tomam cerveja sem álcool e passam por bafômetro

Apesar do baixo teor alcoólico, cervejas sem álcool podem ser detectadas por bafômetro. Diferentemente do que diz a propaganda, essas bebidas têm pequenas quantidades de álcool: a lei brasileira permite a fermentação até 0,5%, bem abaixo dos 5%, em média, das cervejas comuns.

Convidados pelo G1, dois ex-big brothers toparam fazer o teste. Após beber quase 1,5 litro da cerveja em 40 minutos, Felipe Basilio, de 21 anos, assoprou o aparelho que apontou 0,07 mg por litro de ar expelido de seus pulmões. Entretanto, ele não seria multado tampouco teria a habilitação suspensa por um ano, o que só ocorreria se o bafômetro indicasse concentração a partir de 0,1 mg.

Já a também ex-big brother Juliana Góes, de 23 anos, que consumiu pouco mais da metade do que bebeu Felipe, em um bar na Vila Olímpia, na Zona Sul da capital, não foi “pega” pelo bafômetro. Todos os testes dela mostraram nível zero de álcool no sangue. Uma explicação para a diferença dos resultados é que Juliana, além de ter bebido menos, consumiu a cerveja mais devagar, ao longo de mais de uma hora.

post wilson wiese

Deixe uma resposta

inMarket