Laudo confirma suicídio de general gaúcho no Haiti

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Brasília informa que a causa da morte do general Urano Bacellar, que comandava a força de paz da ONU no Haiti, foi suicídio. De acordo com a Globo News, o Exército limitou-se a dizer que não recebeu o laudo.

O diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal, Laerte Bessa, disse que o disparo foi feito à queima-roupa, dentro da boca. Bessa disse, ainda, que os legistas encontraram indícios de pólvora em uma das mãos do general, o que caracteriza um forte indício de ocorrência de suicídio.

O legista Eduardo Reis assinou o laudo preliminar. O resultado definitivo só será conhecido em 10 dias. Exames de raio X e toxicológico foram realizados. O trabalho de necropsia no Brasil foi autorizado pelas Nações Unidas.

Deixe uma resposta

inMarket