Neve na Região Sul, veja a previsão do tempo para SC

Flocos de gelo: Após nevar em pelo menos 28 cidades, fenômeno pode se repetir nesta terça-feira em SC.

Previsão do tempo indica redução de chances de neve nos próximos dias

Com aproximação de massa de ar polar nesta terça-feira, tempo abre e temperaturas despencam.

A neve ainda pode ocorrer na madrugada e na manhã de terça-feira, em áreas altas do Planalto Sul, Meio Oeste e Planalto Norte. O fenômeno ocorre pela influência de uma onda de ar polar, fazendo as temperaturas beirarem os 0ºC, associada aos sistemas de vento em regiões altas da atmosfera e áreas de baixa pressão.

A partir do final da manhã desta terça-feira, a situação deve mudar. Como aponta a Epagri/Ciram, o centro da onda de ar polar se aproxima de SC, empurrando a umidade em direção ao oceano. Com isso, os próximos dias serão de sol e temperaturas ainda mais baixas, principalmente entre terça e quarta-feira.

Em São Joaquim, na Serra, a mínima nesta terça-feira pode chegar a -8ºC e, em Videira, no Meio Oeste, os termômetros marcam entre -5ºC e 4ºC. A meteorologista do órgão estadual, Gilsânia Cruz, explica que essas temperaturas inviabilizam as chances de neve.

– Em SC, a neve normalmente ocorre quando as temperaturas estão entre 0ºC e – 2ºC. Quando a temperatura fica muito negativa, o tempo fica seco e as chances de neve ficam reduzidas. Nesses casos, o fenômeno mais comum é a geada – reforça.

A possibilidade de geada aumenta já no amanhecer desta terça-feira em Chapecó, onde a mínima chega a -3ºC, e a máxima beira os 6ºC. Nas demais regiões do Estado, pode gear entre a tarde e a noite desta terça-feira e o amanhecer de sexta-feira. Em Florianópolis, não há previsão de geada, mas os termômetros não ultrapassam os 4ºC.

O sol se mantém na quarta-feira, quando poderá ocorrer recordes de temperaturas negativas no Estado. As temperaturas mínimas ficam entre -10ºC e -8ºC em cidades como Urupema e Urubici, na Serra. O frio permanece também no litoral, com os termômetros marcando entre 0ºC e 4ºC, com chances de geada.

As temperaturas só começam a aumentar na sexta-feira, quando há chances de chuva entre a Grande Florianópolis e o Norte do Estado. Mas final da semana ainda será gelado nas áreas mais altas do Estado e os termômetros ainda vão marcar -1ºC na Serra e 1ºC no Planalto Norte, na sexta-feira.

Geada negra

Além da geada que pinta de branco os campos do Estado, a Epagri/Ciram aponta para as chances de geada negra – que congela o interior das plantas – nesta semana. O fenômeno pode ocorrer nas áreas altas do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Planalto Norte, principalmente na terça-feira, trazendo prejuízos para agricultores e pecuaristas.

Os apaixonados por neve podem ter que se despedir dos flocos brancos nesta terça-feira. A chance do fenômeno ocorrer no Estado reduz a partir do final da manhã, com a aproximação do centro da massa de ar polar, que vem do Uruguai e da Argentina. A massa deverá deixar o tempo seco e fazer as temperaturas despencarem de vez durante toda a semana. Com esse cenário, aumentam as chances de geadas.

Tempo – Previsão para algumas regiões nesta terça e quarta-feira:

Terça-feira

Serra
Céu aberto, com chance de geada. Em áreas mais altas, também pode haver neve. Temperaturas entre -8ºC e 4ºC.

Extremo Oeste

Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre -3º e 8ºC.

Vale do Itajaí
Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre -1ºC e 9ºC.

Grande Florianópolis Céu aberto. Temperaturas entre 4ºC e 12ºC.

Quarta-feira

Serra
Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre -9ºC e 7ºC.

Extremo Oeste
Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre -2ºC e 8ºC.

Vale do Itajaí Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre 0ºC e 13ºC.

Grande Florianópolis
Céu aberto, com chance de geada. Temperaturas entre 0ºC e 13ºC.

Neve na Região Sul

Intensa massa polar continua atuando sobre o Sul do Brasil e causa temperaturas extremamente baixas no Sul. O predomínio de ar muito frio e úmido favorece a ocorrência de neve no dia 23 de julho em áreas do no centro, sul e leste do Paraná, incluindo a Grande Curitiba, no planalto norte, planalto sul e serra de Santa Catarina. Ainda pode nevar na serra do Rio Grande do Sul.

Geada no Sul, Sudeste e Centro-Oeste

Massa polar muito forte atua sobre o centro-sul do Brasil nos próximos 3 dias devendo causar temperaturas extremamente baixas no Sul, em parte do Sudeste e do Centro-Oeste. Há risco de geada no centro-sul e oeste do Rio Grande do Sul no dia 23 de julho, que pode ser forte. No dia 24 de julho, a geada deve ocorrer em amplas áreas do Sul, no sul de Mato Grosso do Sul, no oeste e sul de São Paul. No dia 25 de julho, há risco de geada generalizada no Sul e no sul de Mato Grosso do Sul. Há chance de geada severa, com grandes prejuízos para a agricultura.

Frio intenso no Centro-Oeste

Intensa massa de polar avança sobre o Centro-Oeste e provoca resfriamento severo. A queda temperatura muito acentuada começou a ocorrer no dia 22 de julho em Mato Grosso do Sul, no oeste e sul de Mato Grosso. Entre os dias 23 e 24 de julho, o ar muito frio se espalha mais sobre a região atingindo áreas ao norte de Mato Grosso e de região de Brasília

Frio na pele: Sensação térmica de menos 22 graus em Santa Catarina é a menor esperada para  Brasil na onda de frio.

Providências tomadas no Estado se assemelham as medidas adotas na Europa.

Quando a previsão do tempo aponta possibilidade de geada até no litoral catarinense, a grande pergunta é o que vai acontecer na Serra. Segundo a Epagri/Ciram, – 22ºC de sensação térmica – a mais baixa projetada pela Somar Meteorologia para esta segunda-feira em todo o país – é a expectativa para a região, onde a neve é tratada como uma tendência entre a noite desta segunda e a madrugada de amanhã.

Neste cenário, pode ser empregada sem ressalva a máxima de que, se tudo se confirmar, o inverno de 2013 certamente será lembrado no futuro. As providências tomadas em Santa Catarina lembram os preparativos que americanos, europeus e russos fazem quando grandes nevascas atingem seus países.

Para evitar que gelo se acumule na pista, uma equipe de 156 policiais estará armada com 2 mil quilos de sal a ser espalhado no asfalto das rodovias que ligam Lages a São Joaquim, que passam pela serras do Rio do Rastro e Dona Francisca.

A Casan pede que as pessoas cubram os hidrômetros de casa com papelão, jornal ou pano para impedir congelamento e consequente corte no abastecimento. Florianópolis abriu uma casa para receber moradores de rua e em Lages a prefeitura organizou uma força-tarefa para arrecadar cobertores e lenha, que foram distribuídos para 13 mil moradores da cidade. Tanta preparação ocorre porque a temperatura máxima não passará dos 5ºC na Serra hoje.

Onde a massa de ar polar já chegou, o frio foi intenso e, claro, não passou despercebido. A neve que caiu em Mendoza, na Argentina, era a notícia mais lida no site do Clarín, principal jornal do país. No Rio Grande do Sul, fez 0,8 grau em Paraí, no Nordeste do Estado.

O final de semana também foi gelado em Santa Catarina e o anúncio da onda de frio fez a reserva por hotéis disparar na Serra. Em São Joaquim, os 650 leitos da rede hoteleira e as 150 casas cadastradas para receber visitantes estavam lotados. Mas o que as pessoas experimentaram no domingo foi apenas o cartão de visitas da massa de ar polar que deve se concentrar no Estado hoje e amanhã.

Além do frio intenso, segundo dados da Epagri/ Ciram, há previsão de ventos fortes de sudoeste a sul e mar muito agitado no litoral catarinense, a partir da noite deste domingo e na segunda-feira.

O mar poderá ter picos de onda de 2.5 a 3 metros, devido a um ciclone extratropical entre a costa do Uruguai e sul do Rio Grande do Sul e o avanço da intensa massa de ar polar pelo Sul do Brasil. O vento deve ser constante no período com rajadas de 60 a 80km/h, com risco para navegação e atividades de pesca

Nevou em pelo menos 29 cidades catarinenses nesta segunda-feira:

#frioSC

Fenômeno foi registrado em cidades do Oeste, Extremo-Oeste e da Serra catarinense.

Volta a nevar em Santa Catarina: Rancho Queimado registrou o fenômeno por volta das 21h30min. Na tarde desta segunda-feira também houve neve nos municípios de Lebon Régis e Timbó Grande, no Planalto Norte.

De acordo com meteorologistas da Epagri, é nesta região, entre o Planalto Norte e o Meio-Oeste, em que está concentrada a umidade e por isso ainda há chances de novos registros de neve.

Era madrugada quando caíram os primeiros flocos. Houve registro do fenômeno, segundo a Epagri/Ciram, até as 17h30min desta segunda, em pelo menos 28 cidades do Oeste, Extremo-Oeste e Serra catarinense. O número pode aumentar, pois meteorologistas aguardam a confirmação da neve em outras cidades catarinenses.

Cidades com registro de neve desde a manhã desta segunda-feira em SC:

Água Doce
Bom Jardim da Serra
Caçador
Campos Novos
Catanduvas
Chapecó
Coronel Freitas
Curitibanos
Erval Velho
Fraiburgo
Herval do Oeste
Itapiranga
Iporã do Oeste
Jaborá
Joaçaba
Lebon Régis
Lages
Painel
Pinhalzinho
Pinheiro Preto
Rancho Queimado
São Miguel do Oeste
São Joaquim
Tangará
Timbó Grande
Ubirici
Urupema
Xanxerê
Xaxim

Fonte: Epagri/Ciram

De acordo com o meteorologista do Grupo RBS, Leandro Puchalski, um dos primeiros registros da neve neste inverno em Santa Catarina foi em São Joaquim. A tão esperada neve foi registrada por volta das 4h45min e durou cerca de 10 minutos.

– Tivemos também durante a madrugada chuva congelada na cidade – disse o meteorologista.

No Oeste, de acordo com informações do meteorologista da Epagri/Ciram Marcelo Martins, o fenômeno teria ocorrido por volta das 6h desta segunda-feira, depois do registro de uma chuva congelada. O fenômeno também teria durado cerca de 10 minutos.

Alerta: Risco de deslizamentos e alagamentos no Planalto e Litoral Norte de SC.

Alerta: Neve entre hoje e madrugada de amanhã e frio extremo com geada forte e ampla nesta semana em SC.

Aviso Meteorológico: Vento e mar muito agitado no litoral catarinense. 

Observação: Possibilidade de alagamentos isolados em Florianópolis, associado à maré.

sirene ativa 

Avisos e alertas voltados à Defesa Civil: 

Fonte: Epagri/Ciram

Alerta: Risco de deslizamentos e alagamentos no Planalto e Litoral Norte  e Vale do Itajaí.

Entre esta segunda (22) e o início de terça-feira (23) persiste a condição de chuva mais significativa no setor norte de SC devido a um cavado (área alongada de baixa pressão). No Planalto Norte e Litoral Norte, região que já choveu bastante nas últimas 48h, há previsão de chuva mais intensa com acumulados de 50 a 60mm em média, podendo ocorrer pontuais maiores, sobretudo nas cidades mais próximas do PR. No Vale do Itajaí, a previsão é de acumulado de chuva entre 20 e 40mm.

Desta forma, mantém alerta para risco de alagamentos e deslizamentos no Planalto e Litoral Norte  e Vale do Itajaí.

Alerta: Neve entre hoje e madrugada de amanhã e frio extremo com geada forte e ampla nesta semana em SC.

Neve: O frio aumenta ainda mais no decorrer da segunda-feira (22), o que aliado à elevada umidade, mantém a condição de neve e chuva congelada nas áreas altas do Planalto Sul, Oeste, Meio Oeste e Planalto Norte até o início da madrugada de terça-feira. No Planalto Sul há previsão de acumulo significativo de neve.

Geada: forte e ampla no Estado, no amanhecer de terça-feira (23) especialmente no Oeste, e nas demais regiões entre a noite de terça (23) e o amanhecer de sexta-feira (26), com risco para agricultura e pecuária. Não se descarta a possibilidade de geada negra especialmente nas áreas altas do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Planalto Norte, principalmente na terça-feira (23).

Temperatura extrema: no período noturno desta segunda-feira (22) até a quinta-feira (25) há previsão de temperatura mínima próxima de 0°C e negativa em boa parte do estado. Mas é no amanhecer de quarta-feira (24) que se espera temperaturas entre -10°C a -8°C especialmente em Urupema, Urubici, Painel, Bom Jardim da Serra e São Joaquim, dentre outras com altitude próxima a 1000 m. No Litoral, as mínimas podem variar entre 0°C a 4°C.

Risco de congelamento na pista: em alguns trechos da Serra do Rio do Rastro, Corvo Branco, Dona Francisca, e trechos em cidades altas, no fim desta segunda (22) e madrugada de terça-feira (23).

Aviso Meteorológico: Vento e mar muito agitado no litoral catarinense. 

No decorrer desta segunda (22) e na terça-feira (23) há previsão de ventos moderados a fortes de sudoeste a sul e mar muito agitado no litoral catarinense, com picos de onda de 2.5 a 3.0m, devido a um Ciclone Extratropical entre a costa do Uruguai e sul do Rio Grande do Sul e o avanço da intensa massa de ar polar (sistema de alta pressão) pelo Sul do Brasil. O vento deve ser constante no período com rajadas de 60 a 80km/h, com risco para navegação e atividades de pesca.

Observação: Possibilidade de alagamentos isolados em Florianópolis, associado à maré.

Condição meteorológica e oceanográfica favorece novos alagamentos no sul da ilha de Santa Catarina, na rodovia Diomício Freitas que dá acesso ao aeroporto Hercílio Luz e CentroSul. Ventos do quadrante sul provocam o empilhamento da água junto a costa, o que associado à maré de sizígia e a altura de onda, pode resultar em novos alagamentos nesses locais nesta segunda-feira (14:51h) e na terça-feira (2:43h e 15:15h).

Recomendações da Defesa Civil:   

Deslizamentos de terra: deve ser observada qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Alagamentos: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Geada forte e ampla: agricultores deverão tomar medidas preventivas. A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca divulga através do site as orientações sobre a onda de frio e geada.

Onda de frio intenso: atenção com população mais vulnerável, como moradores de rua, famílias carentes, idosos e crianças. Orientações para a população e prefeituras em como se proteger e agir em relação à onda de frio podem ser obtidas nos links da Secretaria de Estado da Saúde e da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação.

Gelo e neve na pista: O Batalhão da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina divulgou nota orientativa em relação à Operação Neve na pista 2013.

Mar agitado: perigo a navegação e a atividade de pesca.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 4009-9816. Fonte: Epagri/Ciram

Fonte: Clima Tempo / RBS-SC / Defesa Civil SC

Deixe uma resposta

inMarket