Sinhá Moça – Capitulos do mês de Julho de 2010

Capitulos do mês de Julho de 2010:

Sinha moça

Com ajuda, Capitão do mato foge da prisão – Quinta, 01/07/10:

Revoltado ao concluir que o Capitão não é o verdadeiro culpado pelo que aconteceu a Ricardo, e sim o Barão de Araruna, que têm sido o mandante das maiores violências e injustiças da cidade, o delegado Antero resolve dar ordem a seus guardas para que deixem o capataz escapar da cadeia. Ele combina com seus soldados que finjam estar dormindo, enquanto a fuga ocorre, já que o delegado estará em casa.

Na fazenda Araruna, Ferreira tenta descobrir o que aconteceu na noite em que Ricardo foi baleado na escadaria de sua casa. Para isso, ele resolve embebedar o ingênuo Bastião, que mesmo bebendo bastante, lhe garante que nada de estranho aconteceu naquele dia, e que apesar da desconfiança do barão, Cândida o ama.

Barão oferece regalias a seus escravos – Sexta, 02/07/10:

Preocupado com a abolição cada vez mais próxima, Cel. Ferreira decide oferecer regalias que desperte o carinho dos escravos para com seu senhor.  Dentre as mordomias oferecidas pelo Barão estão a livre circulação dos escravos pelos arredores da fazenda Araruna, a senzala ficará com as portas permanentemente abertas e o trabalho dos escravos passará a ser remunerado. Enquanto os negros vibravam com as boas novas, Ferreira dá uma última boa notícia. Quando os escravos juntarem a mesma quantia de dinheiro gasta pelo barão para comprá-los,  o mesmo receberá a alforria.

Durante passeio até a cidade, Sinhá Moça elogia o pai por suas atitudes recentes, em prol de seus escravos. O barão, por sua vez, dá créditos a seu pai, avô de Sinhá, que lhe passou toda a sabedoria ao longo dos anos. Sabedoria que ele também usou para multiplicar a fortuna deixada por seu pai. Ferreira revela à filha que a maior parte de sua riqueza está guardada em formato de barras de ouro, que ficam no local onde está a casa grande. No entanto, quando Sinhá Moça lhe pergunta o local exato, o barão lhe garante que ela só saberá da resposta quando se casar, e ressalva que seu marido não poderá ser o advogado Rodolfo.

Rodolfo decide resgatar Sinhá Moça – Segunda, 05/07/10:

A briga entre seu pai e o Barão de Araruna foi a centelha que faltava para Rodolfo enfim tomar uma atitude quanto a triste situação de Sinhá Moça, que permanece presa dentro de casa. Aconselhado por seu irmão Ricardo, o advogado vê no resgate da bela jovem a chance de se vingar do Barão, que humilhou Fontes ao lhe apontar uma arma.

Na fazenda Araruna, Ferreira conversa com Bá sobre o futuro de Bastião. O barão acaba confidenciando a velha mucama, que pensa em alforriar o menino, mas que se preocupa com o que Bastião irá fazer se for mesmo libertado pelo seu senhor.

Capitão planeja raptar Adelaide…para Justino – Terça, 06/07/10:

Sem a confiança do ancião do quilombo e sendo temido até mesmo pelas crianças que moram no refúgio dos escravos, o antigo capitão do mato busca ganhar crédito com os escravos de prestígio. Para isso, ele decide ‘pegar’ Adelaide de volta para Justino. Não satisfeito, ele garante que também arrumará uma mulher para Fulgêncio e para ele mesmo, para que o quilombo gere seus primeiros descendemtes.  

Na casa do comerciante Manoel Ferreira, sua esposa resolve abrir o coração para o marido. Ela lhe diz que a timidez e o medo da rejeição a impediram por 20 anos de lhe dizer o quanto o ama e o deseja. Surpreso, Manoel conforta a esposa e garante que a boa notícia lhe fará fechar seu estabelecimento mais cedo diariamente. Eufórico, Manoel carrega Nina no colo e a leva para o quarto do casal para mais uma noite de amor.

Rodolfo enfrenta o Barão de Araruna – Quarta, 07/07/10:

Decidido a levar Sinhá Moça consigo sem criar maiores atritos com o pai da bela jovem,  Rodolfo vai à fazenda Araruna para falar com o Cel. Ferreira, mas é hostilizado pelo poderoso barão, que mantém sua posição contrária ao casamentos dos dois.

Manoel Ferreira chama José Coutinho para conversar em seu bar para tratar de negócios. O comerciante afirmar ao seu inquilino que tem uma proposta de sociedade para oferecer ao jovem advogado, que lhes dará muito dinheiro. Manoel pretende comprar uma máquina de processamento de café e afirma que vê em Coutinho o sócio ideal para a empreitada. Ao chegar em casa, Coutinho é recebido por Adelaide, que lhe diz que já sabe da boa notícia.

Rodolfo planeja levar Sinhá Moça para o quilombo – Quinta, 08/07/10:

Decidido a levar Sinhá Moça embora da fazenda Araruna, Rodolfo avisa a Justo e Bentinho que viverá com sua amada no quilombo, onde dificilmente o Barão de Araruna teria coragem de seguí-los.

Após longa jornada, Fulgêncio, Justino e o capitão do mato chegam à Araruna, com a intenção de colocarem seus planos em prática. Com fome e sede, os três fugitivos arrombam a taberna de Manoel Ferreira e mostram que estão cada vez mais unidos.

Rodolfo enfim resgata Sinhá Moça – Sexta, 09/07/10:

Com a ajuda de seu irmão Ricardo e de Rafael, Rodolfo finalmente põe em prática o plano de resgatar Sinhá Moça das mãos de seu pai, o Barão de Araruna. O resgate acontece quando a moça e sua mãe viajam de trem para fora da cidade. Ricardo e Rafael conseguem fazer o maquinista parar o trem, enquanto Rodolfo os alcança com seu cavalo.

Ao consumar o resgate de sua amada, Rodolfo e Sinhá Moça desembarcam do trem, enquanto Ricardo tenta convencer Cândida a descer com eles. O menino se declara para a baronesa, que quase cede aos encantos do fazendeiro. Sem conseguir se conter, Ricardo a beija antes de sair do trem.

Barão sabe que Rodolfo é o Irmão do Quilombo – Segunda, 12/07/10:

O Barão já sabe que o Irmão do Quilombo é o Dr. Rodolfo. Com isso, ele encomenda a morte de Rodolfo ao Capitão do Mato e diz que não quer ter seu nome envolvido no crime.
Enquanto isso, Pai Tobias revela que Rafael e Sinhá Moça são irmãos. Rodolfo fica chocado com a informação, que pega a todos de surpresa.

Barão retira ordem de matar Rodolfo – Terça, 13/07/10:

Assustado ao saber que a ordem de matar Rodolfo chegou aos ouvidos do delegado Antero, Barão procura o capitão do mato e lhe retira a espingarda, bem como o pagamento para matar o advogado. O ex-carrasco chega a resistir, mas Ferreira lhe aponta uma arma e lhe avisa que ele também terá que deixar a fazenda Araruna.

Pronto para ir embora, o capitão recebe uma refeição de Bá, que o observa desconfiada. Os dois são surpreendidos pelo Feitor Bruno, que lhe aponta uma arma e o leva para fora da casa. Lá fora, ele é colocado no tronco onde é avisado que só sairá dali quando o Barão voltar de viagem.

Sinhá Moça e Rodolfo se casam – Quarta, 14/07/10:

Frei José abençoa o casamento de Sinhá Moça e Rodolfo.

Ricardo leva as boas novas para a Baronesa. Ele conta a ela que Sinhá Moça está bem e que se casou.

Coutinho promete matar Rodolfo – Quinta, 15/07/10:

Revoltado com a revelação que o Barão lhe faz, ao dizer que Rodolfo é o irmão do quilombo, Coutinho promete se vingar do rapaz, já que obviamente foi ele quem libertou os escravos de sua fazenda. Ele garante ao barão que Sinhá Moça, sua filha, ficará viúva, pois Rodolfo irá morrer.

Na fazenda Araruna, o Barão faz uma grande revelação a sua esposa. Ele lhe mostra o esconderijo onde está guardado uma fortuna incalculável em barras de ouro, acumulada por muitos anos por seu pai, e que foi multiplicada em sua quantidade pelo próprio Cel. Ferreira. Cândida fica atordoada com o que vê e ao mesmo tempo se sente intimidada e assustada com a mistura de declaração de amor e ameaça de seu marido, que aparenta enlouquecer aos poucos.

Sinhá Moça arruma outro plano para resgatar escravos – Sexta, 16/07/10:

Temendo pela vida do Barão, seu pai, Sinhá Moça avisa a Rodolfo que tem um outro meio de resgatar os escravos da fazenda Araruna, sem que ninguém saia ferido, nem os escravos do quilombo corram risco. Ela garante ao seu marido que Rafael poderá guiar os escravos da fazenda Araruna até um outro quilombo.

Na taberna de Manoel Ferreira, o comerciante e seu compadre, Dr. Fontes conversam sobre o casamento de seus filhos, Ricardo e Ana. Manoel diz que sabe da delicada situação financeira pela qual passa o advogado, e que por isso está disposto a custear todas as despesas da festa de casamento do casal. Aliviado com menos um problema a resolver, Fontes confessa a seu compadre que a relação com o Barão de Araruna está cada vez mais problemática, e que o vilão deseja que Fontes e sua família saiam de Araruna.

Sr. Fontes sugere que Sinhá Moça fuja da cidade – Segunda, 19/07/10:

Dr. Fontes dá abraço de boas-vindas a Sinhá Moça, que se casou em segredo com Rodolfo. O casal não quer que o Barão descubra que eles oficializaram a união. Dr. Fontes sugere que eles fujam da cidade.

Sr. Fontes quer levar Sinhá Moça e Rodolfo para morar com ele – Segunda, 19/07/10:
Sinhá Moça se casou em segredo com Rodolfo, mas o casal não quer que o Barão descubra que eles oficializaram a união. Dr. Fontes diz que eles precisam enfrentar a situação e que a melhor saída é eles irem morar com ele.

Mário conversa sobre casamento com Juliana e a moça acaba confessando que está se apaixonando de verdade por ele. Mas Everaldo os interrompe e pergunta por que eles estão sozinhos.

Sinhá Moça acorda e revela que André é seu irmão – Terça 20/07/10:

Sem perceber que é sua filha, o Barão atira contra Sinhá Moça enquanto ela tentava soltar os escravos de sua fazenda.

Inconsciente e sem saber que sua mãe está por perto, Sinhá Moça conta toda a verdade sobre o irmão para Frei José e a baronesa ouve tudo.

Barão confessa que atirou para matar Rodolfo – Quarta, 21/07/10:

Na primeira conversa com Sinhá Moça depois do acidente, o Barão confessa que atirou pensando que era Rodolfo.

Desconfiado, o Barão pergunta a Frei José se Rodolfo está em Araruna.

Sinhá Moça sente enjoos – Sexta, 23/07/10:

Bá oferece uma sopa e Sinhá Moça se recusa a comer.

A mãe de Ana do Véu vê o doutor Eduardo como um bom partido para a filha.

Sinhá Moça diz que está feliz como nunca esteve – Segunda, 26/07/10:

Sinhá Moça conversa com Bastião e diz que está feliz como nunca esteve. Ela pergunta se o pai dela o recebeu bem e ele responde que sim. Bastião explica que agora é um homem livre – para alegria da jovem. Sinhá pede então para levar um recado ao irmão do quilombo.

Dr. Fontes visita o barão de Araruna – Terça, 27/07/2010:

Dr. Fontes visita o barão de Araruna, que se recupera do tiro que levou em uma tocaia. O advogado revela que a visita é em nome da velha amizade e a hora de esquecer os rancores. O barão acorda de repente e fica agitado com a presença do Dr. Fontes em seu quarto.

Ana do Véu quer saber de Ricardo por que eles têm que adiar o casamento.  Ela não acha justo, mas ele explica que é melhor esperar tudo se acalmar.  O noivo promete uma festa inesquecível para Ana.

Sinhá Moça quer saber quem atirou no Barão – Quarta, 28/07/10:

Sinhá Moça pede para conversar com Bastião e Fulgêncio. Ela quer saber se eles viram quem atirou no barão de Araruna durante a tocaia. Os dois juram que não sabem quem foi o autor do atentado, mas garantem que não pode ter sido Rodolfo. Sinhá Moça tenta acreditar na inocência do amado e é confortada por Cândida.

Dimas desabafa com Frei José e diz que não foi ele quem atirou no barão de Araruna. O irmão de Sinhá Moça confessa que não teria coragem de puxar o gatilho contra seu pai e explica que o amor de Juliana o acovarda.

Barão de Araruna está sem reflexo nos membros inferiores – Quinta, 29/07/10:

O médico examina o barão de Araruna e explica que ele está sem reflexo nos inferiores.  Cândida se desespera e quer saber se seu marido voltará a andar, porém o médico é realista e diz que não será a curto prazo.

Adelaide visita Sinhá Moça  e conta que viu Rodolfo.  Ela questiona se foi ele mesmo quem atirou no barão, mas Sinhá Moça garante que seu pai o viu de tocaia. Adelaide aproveita para dizer que o advogado está sofrendo. Sinhá Moça confessa que sofre também.

Rodolfo diz que precisa esquecer Sinhá Moça – Sexta, 30/07/10:

No bar, Rodolfo  desabafa com Dimas. Ele diz que não resta outra saída a não ser esquecer ou odiar Sinhá Moça. O advogado está revoltado porque o barão quer criar o filho que ela está esperando. Dimas tenta puxar Rodolfo para seu lado. Ele diz que eles deveriam compartilhar esse ódio ao barão de Araruna e ter paciência porque a luta deles ainda não começou.

O barão de Araruna comunica para todos que Bastião servirá a ele e pede para Cândida não economizar na compra do enxoval de seu futuro neto, a quem chama carinhosamente de príncipe.

Veja os Capitulos do mês de Agosto de 2010

Deixe uma resposta

inMarket