Unificada, UnC elege conselhos

Unificada, UnC elege conselhos
Unificada, UnC elege conselhos
A Universidade do Contestado empossou na segunda-feira, 4, os membros do Conselho Fiscal e Curador da nova Fundação UnC. A Assembleia, na sede da Reitoria em Caçador, reuniu autoridades administrativas e acadêmicas da UnC Concórdia, Curitibanos, Canoinhas e Mafra.

O dirigente do campus Concórdia, Ari Adamy foi eleito, por unanimidade de votos, presidente do Conselho Curador e presidente da Fundação Universidade do Contestado.

Ele vai assumir mandato de quatro anos. “Com a unificação a UnC está mais forte, mas será preciso trabalhar muito para que a instituição se fortaleça ainda mais”, declarou. A professora, Irma Casagrande, também indicada pelo campus de Concórdia, foi eleita unanimemente para o cargo de secretária da Fundação UnC. Na composição do Conselho Fiscal, o contabilista Jandival Ross foi eleito presidente e o advogado Marcio Mangnabosco da Silva, secretário.

O ato de eleição e posse dos conselheiros e dirigentes da Fundação Universidade do Contestado conclui juridicamente a Unificação dos campi de Concórdia, Curitibanos, Canoinhas e Mafra. A eleição do reitor da Universidade deve ocorrer no dia 28 de fevereiro e a partir de então começa a ser montada a equipe acadêmica e administrativa da Reitoria e dos campi universitários de Concórdia, Curitibanos, Canoinhas e Mafra. Segundo o diretor-presidente do campus Canoinhas, Hamilton Wendt, o edital de eleição do reitor deve ser publicado nos próximos dias.

Qualquer pessoa ligada a UnC pode se candidatar, obedecendo critérios como o tempo de serviços prestados a instituição. Na quinta-feira, 21, haverá a eleição dos 12 componentes do colégio eleitoral que vai escolher o reitor. Seguindo o antigo critério de escolha do reitor, seria a vez de um representante de Mafra ou Concórdia, mas como frisa Wendt, a eleição é um novo processo e membros de todos os campi podem se candidatar.

Até o dia 28 de fevereiro deve sair também a decisão de qual campi sediará a reitoria da UnC. Canoinhas, segundo Wendt, apresenta as melhores condições. Os funcionários da UnC já estão registrados na nova estrutura da universidade.

Uniarp é legalizada:

A Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp), que nasceu a partir da dissidência do campus Caçador da UnC, conseguiu, enfim, ser legalizada. O Conselho Estadual de Educação reconheceu a fundação da nova universidade e deu direito a Uniarp de prosseguir oferecendo os cursos conquistados enquanto ainda era UnC.

Antes, em 15 de dezembro, nova assembleia ratificou o desejo dos membros do conselho administrativo da universidade de não aderir a unificação da UnC. Os contrários a nova universidade disseram que não vão recorrer da decisão.

Fonte: Correio do Norte – Edinei Wassoaski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

inMarket